Vera Lyn Poeta

A arte é Divina, é a salvação. A arte nos poe mais perto de Deus. v.l.p

terça-feira, julho 30, 2013

Uma só tiro, e no centro!

Nem todo silencio é ocasionado pela derrota.
Sair de cena, respirar fundo e refletir. Discernir o que é fato, seguindo ao entendimento, e compreensão.
Voltar, mirar o alvo, e assim mandar a bala do canhão. Uma só tiro, e no centro.
Toda lógica dessa insana "guerra fria", é mental. Algo perturbador, e que deve ser extinguido antes que tarda.


"Trabalhar com a cabeça":  Método usado por todos aqueles, que vê e vive constantemente, atitudes más e primitivas, se repetirem de geração para geração.



A melhor defesa, é o informal silêncio, que compomos entorno ao trabalhar a razão. Fato, intensa solidão que vem assolando o mundo. Portanto, àqueles que NÃO carregam em dom a humildade, usarão seus disfarces angelicais, para que assim, venham oprimir o próximo; sua vítima.
Mas, quando percebem que deram de cara com uma rocha emocional, perdem-se; desqualificam-se notórios pela ira. Ouço, seus profundos gritos em ódios e rancores pelo fracassado intento.

Curvo-me, diante do amor, e o abençoo por ter me feito uma pessoa melhor. E, de bem comigo mesma, sigo somando junto àqueles que vê além, que vivem além. Portanto, sabem que não estão perdendo nada, por não estarem na fila dos alienados.

"Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens." - disse Lucas, capítulo 2 versículo 14 na Bíblia. Quero minha vida assim, útil ao coração.

Vera Lyn Poeta


segunda-feira, julho 29, 2013

♫♫♫..Cada um na sua onda, cada um na sua prancha...!

Imagem, do dia - me lembra a composição do 'Prateado', com Zeca Pagodinho:

♫♫♫..Cada um na sua onda, cada um na sua prancha
Eu não vou mais no teu barco
Tu não vem na minha lancha
Cada um no seu cada um
Deixa o cada um dos outros
Se correr o bicho pega
E se pegar é bicho solto...♫♫♫

"Freiras passeiam pela Praia de Copacabana, onde vários peregrinos aproveitaram a manhã de sol para um mergulho."

Bom dia, e felizzzzz semana a todos..!!


Vera Lyn Poeta

Janis....!

AMOR ETERNO, E MUITO RESPEITO,

Às pessoas que partiram ainda tão jovem.
Mas, que em meio ao tiroteio de tanto sofrimento, suas imagens em reservas,
são de brilho em pura energia positiva; soul e sorrisos.
Porque estiveram pelos palcos da vida para brilhar. Mesmo sofrendo em suas fraquezas destrutivas, a nada impôs em repasses negativos, aos seus semelhantes.




Vera Lyn Poeta
Fonte: Google.

"O AMOR - ESTE É O ÚNICO SENTIDO QUE É CAPAZ DE SUPERAR TODOS OS MALES DO MUNDO." 

<Papa Francisco >

quinta-feira, julho 04, 2013

Para lá eu fui, para cá a vida me trouxe




Vi, tanta gente partindo!
Eu, as vi deixando tudo para trás; abandonavam tudo, tudo sim, para serem feliz!!!!
E depois, lá na frente,
Eu vi o tempo, trazer de volta  toda essa gente;
de volta ao começo.
Entendo que a vida nos move ao seus invisíveis toques;
para lá eu vou,
para cá a vida me traz.


Vera Lyn Poeta

Loucos, são chamados...!


Somente um coração verdadeiramente guiado pelo amor,
pode trazer respostas para as angustias.
Mentir para os outros, passa. Mentir para si mesmo, multiplica a angustia.
Existe nesse mundo, pessoas desprovidas de quase tudo, e são tão felizes!
Loucos, são chamados.


Vera Lyn Poeta

Vida Secreta

A vida, nesse novo amanhecer pela minha existência,
deu uma braba rasteira em tudo que eu disse, senti, ou pensei até ontem.

Aliviou-me do estoque em acúmulos de palavras, por seus derivados pensamentos refletidos.

Bastou, que um anjo ainda muito jovem, 
e no abraço em selo da saudade, 
devolvesse-me em pura e renovada energia.

A vida secreta, agindo e desobstruindo escuridão.
Universo, conspirando a favor.
 Vera Lyn Poeta

Lembre-se,


A morte me devolveu...!




















Estou, todos os dias,
levando minha vida para bem mais perto do infinito.
Gosto de senti-lo, e à vibração dos meus sentidos;
Súbitos que a mim são permitidos...
Saber que pude apagar meu destino, entre estrelas....
Onde estaria eu, agora?
Sabe Deus, que me trouxe de volta! ...E, sabe Deus!


Vera Lyn Poeta
 A morte me devolveu..!

Arthur Rimbaud > em: Mau Sangue

"O tédio já não é meu amor. As raivas, as farras, a loucura, de que sei todos os ímpetos e os desastres -, LARGUEI MEU FARDO INTEIRO".

< Arthur Rimbaud >

Arthur Rimbaud > em "Alquimia do Verbo





Antes, foi apenas um estudo. Eu escrevia silêncios, noites, anotava o inexprimível. Fixava vertigens.
 

Arthur Rimbaud > em: Uma Temporada no Inferno.


"Antes, se me lembro bem, minha vida era um festim em que se abriam todos os corações, todos os vinhos corriam.
Consegui fazer desaparecer no meu espírito toda a esperança humana. Para extirpar qualquer alegria dava o salto mudo do animal feroz.
Ora, ultimamente chegando ao ponto de dar o último basta! pensei em buscar a chave do antigo festim, que talvez me devolvesse o apetite dele.
A CARIDADE É A CHAVE - Inspiração que prova que eu estava sonhando!"