Vera Lyn Poeta

A arte é Divina, é a salvação. A arte nos poe mais perto de Deus. v.l.p

sábado, novembro 29, 2014

_Há tempos não debruço minha cabeça n'algum colo, e fico ali, me sentindo segura e protegida. Ouvindo a pessoa falar, falar, falar até a voz ir sumindo, à tornar-se um som de brisas, que chega para adormecer.
Tempos idos, em que a amizade era um lance de afetividades entre as pessoas. Não importando o tipo de relação; se homem ou mulher, havia reciprocidade, mutualidade, e confiança.
_Há tempos, não confio minha cabeça n'algum colo. Não sei se endureci, ou as relações humanas em confiança, acabou.
Isso, me faz lembrar Renato Russo, em 'A Via Láctea':
"Queria ser como os outros
E rir das desgraças da vida
Ou fingir estar sempre bem
Ver a leveza das coisas com humor
Mas não me diga isso!
É só hoje e isso passa..."
Tem dia que eu vejo as pessoas em forma de argila.

segunda-feira, novembro 10, 2014

                                                           
__________Sweet .... ....Week_________
"A paz interior é o nosso maior tesouro, não deixe que a ansiedade venha rouba-la, nem permita que alguém destrua, seja com palavras ou atitudes: A paz não depende de outra parte, mas sim de quem decide vivê-la!"


....e, é essa sede cega e surda dentro de mim, em reconstruir, que me revitaliza.
Cacos! Preciso recompô-los até aos estilhaços!
Não colarei um sequer. Desformá-los-ei ao começo.
Reconstruirei-os, deveras idênticos às suas reais formas, sem indícios de rompeduras.
Babo, sobre, feito um cão louco. Meus olhos estão ávidos. Minhas mãos estão em frenéticos movimentos. Circundo, achato, puxo, estico e enquadro.
Caso eximidas as foças, apelo para a tarja preta que acorda os olhos. Ao todo, busco Deus, em seu sagrado manto .
Fúria, doce fúria!
Tudo volta ao lugar. Tudo está intacto, e novo de novo  ! Uma birra fortalecida pela minha própria natureza em essência.
Uma delícia!
Intenso e indescritível prazer sinto, nesse tempo Via Crúcis, onde
paro o mundo e desço.


O coração, em seus reveses
Nos aprisionam 
Desequilibra
Enfeitiça.
Suplicar pela razão nesses momentos, 
é abrir uma fenda no pulso; cessar a pulsação.
Silenciosa ventania que traga uma das faces
Pondo a outra face, perdida, em meio a multidão.


quinta-feira, outubro 23, 2014


Sondável destino.
De tanto silêncio, um coração navegante....
Áspera fuga dessa ofuscada lucidez.
Um mundaréu de gente,
estupor nada contagiante.
Trêmulo navegar, quando salta involuntário, o braço esquerdo..
Sereno pousar, fora de si - dentro de mim.
O louco vai serenar!
Desassossegada,
Flutuando dentro das veias,
Tentando beber logo,
ainda composta de terra,
o doce ou o amargo
do destino.

terça-feira, outubro 21, 2014



Que sejam os poetas, as mesmas nuvens sonhadoras,
que tanto os encantam 
Para que amanhã, resistam ao canto de suas belezas infinitas,
Como a onda que extasia o mar,
Anos a fio....
Sem nunca morrer,
Nem envelhecer,
Nem se perder!


sábado, agosto 02, 2014



Pegou somente o necessário; pouquíssimas roupas, e uns dois calçados.
Abraçou velhos e novos livros, antigos vinis do velho rock in blues. 
Incinerou fotografias, numa estranha tentativa de esquecer.
Apagou os quadros das paredes, desligando-se da velha e desaquecida mente.
Juntou com força, surrados e amarelados, 1.100 cadernos em rascunhos de poesias.. e saltou...!
Voou sobre a carne em ardente febre pueril, que precisava crescer; Águia louca e decidida. 
Século XXI, e último para si. Depois disso, ninguém mais soube ou saberá nada, sobre o íntimo dela .
É verdade sim, que, "alguns infinitos são maiores que outros", e a culpa é sim, das estrelas .


sábado, julho 12, 2014

Todo esse amor sincero e infinito, que carrego no meu peito, me faz livre.
De toda essa liberdade, construo escadas para os céus de Deus.
É de lá, do topo, que crio versos com fixos olhares para a terra
adornando sonhos meus.

Solidão,
Olhos fechados e livre respiração;
Transmutação consciente,
Vida além vida em vida presente: pulsação.
Todos os dias, sinto que estou chegado agora.


domingo, maio 18, 2014














Enquanto isso, em algum lugar solitário do mundo, medito! 
À esperança, é que seja abduzida por algum Extra Terrestre,
que possa elevar-me, fazendo entender o que está acontecendo nesse plano; 
terra de contradições e muita piegas.
Deprecativas comoções; via-crucia pelo poder e pelo dinheiro; fama e sucesso intransferível à realidade dos dias.


Cada rosto, representa seu próprio interesse. Porém, implorando, por detrás dos bastidores, a misericórdia de Deus. Tem  em consciência que estamos nas mãos do poder negligente: Desvario.

Tempos assim, somente muito equilíbrio, e serenidade, para não deixar entrar na mente, tanta lavagem cerebral. É esse o intuito: desequilibrar; pondo um contra o outro, e gerar partidos.


Vera Lyn Poeta
A memória fotográfica grava. Mais tarde, a memória lúcida dá o texto.
O texto comporta-se num entendimento mais amplo, absorvedor, e esclarecedor daquele tempo que ficou para trás. 
Fui uma uma criança velha, além do meu tempo, e amei para sempre, tudo isso.


Vera Lyn Poeta

domingo, maio 11, 2014



Caminhos desconhecível nessa vida, não são escolhas.
Tem todo o desígnio de uma alma livre, que um dia tomou o remo,
comandando assim, toda a viagem.
Somos servos do amor.
Somos propagadores da fé pela libertação da vida.
A caminhada não é nada fácil, pois o salto da realidade doentia, ao transpor em busca de um novo tempo, exige muito equilíbrio.

De alma leve, de peito aberto, sigo recitando alguma palavra de fé, e amor para sempre.


Vera Lyn Poeta

domingo, abril 20, 2014

Cecilia Meireles - Não sou alegre nem sou triste: sou poeta














Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.

Irmão das coisas fugidias;

não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Se desmorono ou edifico,
se permaneço ou me desfaço,
- não sei, não sei. Não sei se fico
ou se passo

Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada
E um dia sei que estarei mudo:
- Mais nada.

quinta-feira, abril 17, 2014

Todo o nosso saber começa nos sentimentos.

< Leonardo Da Vinci >


When it comes to euphoria, I swallow Janis Joplin....  ..then I'll be fine !
Janis, is more effective than pills .... is more effective...
 — com Janis Joplin emPresidente Prudente -SP.


Vera Lyn poeta

Liberdade

Aqui nesta praia onde
Não há nenhum vestígio de impureza,
Aqui onde há somente
Ondas tombando ininterruptamente,
Puro espaço e lúcida unidade,
Aqui o tempo apaixonadamente
Encontra a própria liberdade.  ......!

< Sophia de Mello Breyner Andresen >



Colo? Agora não.
Estou cultuando asas para minha imaginação.
Minha cabeça; memória e seus afins, voltaram à escrever
enquanto durmo. Isso, é milagre, e é sensacional !



...porque nós crescemos, e não somos mais crianças alegres e doloridas.

Crianças livres, e aprisionadas pelas amargas palavras sem nexo, frias, dirigidas.

...porque a santa inocência, guiou-nos dentre os gritos pueril, em leveza de silêncios à orientação .

Crianças se alimentando na arte da boneca em panos.
Bolas construídas com um milhão e meio de pares de meias, branquinhas !

...porque Deus, é Pai supero, quando uma mãe solitária clama por seus filhos .

Ressurreição, e nossas mesas estão abastadas de pão e poesias. Vinhos, para comemorar a liberdade de nossas vidas.

...porque o suor corre na cara todos os dias, e a FÉ não desiste jamais !

...porque os castelos construídos nas areias, brotaram em vida, e andaram em frente ......porque viver, e viver bem, foi a melhor decisão!


'Estou aberto e sabendo muito bem quem sou e o que pretendo - sem ilusões enlouquecidas..'

< Caio Fernando de Abreu >




"Só quero ir indo junto com as coisas, ir sendo junto com elas, ao mesmo tempo, até um lugar que não sei onde fica."


< Caio Fernando de Abreu >


terça-feira, abril 15, 2014

Quando admiro a maravilha de um pôr-do-sol ou a beleza da lua, minha alma se expande em reverência ao Criador.

<Mahatma Gandhi>



Thank you ..! Muito obrigada...!

-Vera Lyn Poeta-

O prazer de estar viva, e rolando os dados, é todo meu.
Sensação de nada a perder, acobertada por uma doce fúria inusitada,
Onde somente o amor e o respeito, tem primeira e ultima palavras.
A vida em convivências ensina, aposta e ganha, pelo pulso em aço que ela recriou.
Nos restam, com imenso prazer, mandar prá frente. Porque atrás, vem "gente".
Liberdade prá cabeça!



Estou vivendo o tempo da gratidão  . 

São dias sacramentados no íntimo da serenidade em paz.
Onde o coração, em temperatura máxima, AMA !
O corpo, auto se lança.
O espírito traquina ....sorri.
E a alma, está curada.

Passar pelas ondas, em perseverança e muita FÉ em Deus, é viver outra vez...tudo!


....e, quando a gente diz "não mudarei nunca", significa que estamos voltando em si; dando continuidade a nossa original e real essência.
....e, quando a gente diz "não perdoarei nunca", significa que a gente já se perdoou. Portanto, o entorno deixa de ser mágoa, porque perdeu a força.
....e, quando a gente diz "nunca mais", o pra sempre responde "que ainda é cedo ".

O livro dos dias, já estava escrito a beira porto, onde ancoramos às passagens de chegada e ida.

Melhor, serenar. 
Melhor, auto estimar, e aos outros.
Melhor, viver por amor.


Vera Lyn Poeta

quarta-feira, janeiro 29, 2014


Um dia, roubam-lhe a vida. Levam-na para longe de ti.
Então, descobrem ao entardecer, não poderem carregá-la.
Você, se reconstrói à duras penas; penar, e se recompõe para assistir do ninho da Águia-rei,
um novo tempo...!
Ei-lo!

Vera Lyn Poeta

Esses amores quer brotam em meu peito,
Cada qual tem o seu dia de sonho e deleito.
Horizonte longe aproximados pelas mãos,
profundo colorido de flores: __Veja que lindo horizonte, paixão..!"
Vaidade do poeta sonhador...  .. 

O sonho e o passeio, o contorno de mãos tatuar o sonho, tatuar!
A vida rolando lá fora,
E a gente com preguiça de voltar.

Sonha poeta, sonha....!


Vera Lyn Poeta

Quando o poeta percebeu,

que a maioria havia afogado'a poesia.
Ele a recolheu do chão,
transpôs ao seu coração,
ressuscitou-a no boba a boca, e respiração.

Agora a poesia brilha! A poesia é toda fascinação.
Vejo brilho em seu olhar!


Vera Lyn poeta

sexta-feira, janeiro 24, 2014


"Lâminas machucam;
Rios são úmidos;
Ácidos mancham;
E drogas dão cãibra.
Armas de fogo são ilegais;
Cordas arrebentam;
Gás fede;
Você bem que poderia viver."

< Kay  Redfield Jamison >

domingo, janeiro 19, 2014

Vãos....!


Todos vão como vãos.
São vãos de portas.
Vãos de janelas.
Pilares, e seus vãos.
Vãos existentes e doloridos.
Brechas decapitadas, são vãos.

Eu, não vou em vão, mais!

Nem posso ser em vão, meus animais precisam do meu auxílio.
A minha vida que não é em vão, vem até a mim, tão lúcida.

Vão em vãos e me deixem estar em silêncio.


quinta-feira, janeiro 16, 2014

Dentro da minha cabeça, a mentalidade que me guarda, é assim.
O meu coração psicodélico, se sente assim.
A minha alma, vive assim.
É num ambiente desses, que guardo toda minha vida.



Phil Collins - Both Sides Of The Story (Official Music Video)


Viver é arte!
Muitas vezes um sangrar dolorido.
Outras, um encontro divertido.....É o amor!

Melhor, seguir em frente sempre.
Outros dias e caminhos.
Outros afetos, beijos e desejos cumpridos.
Esperança de acertar, de repente.....É o amor!

Um colo quente, e um doce silêncio a fomentar.

Viver, é mais um dia surpreender. 

Vera Lyn Poeta

_Um dia, a gente se vê por ai....!


_Um dia, a gente se vê por ai.. Hasta la vista!

AMAR, em verdade, é sim somente para os fortes que não se intimidam frente a corrente das mesmices; Mentiras cotidianas, para passar no bico, o dia!

De adoecer solitário, o coração esteve morrendo. A alma perdeu-se à energia, e o RETORNO constou-se em um novo e surpreendente parto!


Deus, em sua presença benevolente, súpera e altíssima, devolve toda coragem de ESTAR, ainda em vida.

É preciso praticar o bem, independente. O amor incondicional, é toda chave do sucesso humano.
Portanto, trabalhar o desapego em alma, espirito e carne, é o encontro com a REAL vida.


Vera Lyn poeta

Ontem, estive a comentar que uma,  apenas uma consciência intacta e justa, somada à outra consciência intacta e justa,

Valem por milhões de devaneios que se esparramam alienados, contaminando o ar da covardia.

Não tenho  medo, em dispensar a insensibilidade. Porque, no final da história, a gente morre. Isso, sim, é fato!


Vera Lyn Poeta

U2 - 18 Singles (Full Album) HD



Toda festa é por dentro!
Olhos fechados, lábios úmidos e abastados risos....!
Perfil de toda alma preenchida, satisfeita, e de bem com a vida.

Use o sentimento AMOR, como forma de aproximação.
Trabalhe, o sentimento AMOR como forma de convivência.
Prossiga, FIEL ao sentimento AMOR, pelo infinito.
Essa, é a base do voo livre, onde toda volta é o começo.
Jamais, destrua à esperança de um recomeço feliz!   


Vera Lyn poeta

Eu faço arte. Escrevo para enaltecer à vida.....!



__O que você faz?
__Eu faço arte. Escrevo para enaltecer à vida. 

É uma troca assim: A vida me mantém acesa, comigo botando lenha na fogueira dela! Simples, assim.... .... ...!

segunda-feira, janeiro 13, 2014

Depois de ficar escrevendo por 15 horas ininterruptas, estou hoje, esvaziada!
Uma doce alegria leve, pensamentos descansando, e eu > sem destino. 

Bom, não ter destino, pelo menos por um dia.

Vera Lyn Poeta



Estou reconstruindo meu mundo. Estou alicerçando o mundo dos meus sonhos.
Pouca coisa de fora, complementa. O MAIS, vem de dentro, mesmo.

Não devemos puxar, tragar e engolir nada nem ninguém para dentro do nosso mundo.
Cada mundo bem vivido, é individual. 

Imagino, minha necessidade de solidão e silêncio, e uma alma imprópria me acusando?!! eheheh.....!

O mundo, será mais leve, a partir do momento, que cada um cuidar da sua própria vida, e fazer valer o direito em privacidade.