Vera Lyn Poeta

A arte é Divina, é a salvação. A arte nos poe mais perto de Deus. v.l.p

quinta-feira, junho 15, 2017

Por onde fores, seja luz. Eleve sua luz resplandecendo, de coração, o local e as pessoas, os animais, enfim, salte obstáculos sendo processador de energia positiva e vital. 

quarta-feira, junho 14, 2017

Amigos

Pensa nos melhores e mais úteis companheiros. Além de amar muito, eles cuidam.

Sabem o que eu faço quando pego gatelíneos fofineos 😇 😇 😇 🐈 🐈 🐈 ?
Amasso e faço rom-rom...meau, meau...😇 😇 🐈 🐈




Balaio de gatos 😇 😇 😇 😇 🐈🐈🐈🐈


O Salmo 91 foi escrito por Moisés...

1. Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.
2. Direi do Senhor: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei.
3. Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa.
4. Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel.
5. Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia,
6. Nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia.
7. Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas tu não serás atingido.
8. Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios.
9. Porque tu, ó Senhor, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação.
10. Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.
11. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.
12. Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra.
13. Pisarás o leão e a cobra, calcarás aos pés o filho do leão e a serpente.
14. Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei, pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome.
15. Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei.
16. Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação.

California Dreamin' - The Mamas & The Papas

Stand By Me, Ben E King, 1961

Amo-te,
Ben E King - R.I.P

terça-feira, junho 13, 2017

Ser solitário é estar só bem: estar sozinho luxuosamente imerso em ações de sua própria escolha, consciente da plenitude de sua própria presença, e não da ausência de outros. Porque a solidão é uma conquista. 

< Alice Koller >

Despedida, Pablo Neruda

Amo o amor que se reparte
em beijos, leite e pão.
Amor que pode ser eterno
ou que pode ser fugaz.
Amor que quer libertar-se
para voltar a amar.
Amor divinizado que se chega
amor divinizado que se vai.
Já não se encantarão meus olhos nos teus,
já não abrandará junto a ti minha dor.
Mas onde quer que vá levarei o teu rosto
e onde quer que vás levarás a minha dor.

Fui teu, foste minha. Que mais? Juntos demos
uma volta no caminho por onde o amor passou.
Fui teu, foste minha. Tu serás daquele que te amar,
do que colher no teu jardim o que eu semeei.

Vou-me embora. Estou triste: estou sempre triste.
Venho dos teus braços. Não sei para onde vou.
... Do teu coração diz-me adeus um menino.
E eu digo-lhe adeus. < Pablo Neruda >
 

   

With A Little Help Of My Friends Joe Cocker

segunda-feira, junho 12, 2017

Isso sim é curtir uma bela noite ...ahahahah⇇⇉ઃ😳😳😳⋯😳😳😳♚♚


Onde fores


Kansas - Dust In The Wind Live in Chile 2006 Legendado

Filme: O primeiro amor

Filme: O Primeiro Amor
Direção: Rob Reiner
Ano: 2010

Alguns de nós são pálidos, outros brilhantes e outros são coloridos. Mas de vez em quando encontramos alguém que é irradiante, e quando encontramos não a nada que se compare.
Filme: ______ O Primeiro Amor  

Jorge Amado e Zélia Gattai


Jorge amado, escritor, jornalista e político. Escrevia romance, crônica, fábula, conto, engajado no modernismo.
+ Itabuna, 10 de agosto de 1912 — Salvador, 6 de agosto de 2001.

_Zélia Gattai, escritora, fotógrafa e memorialista.  O livro de estreia, Anarquistas, graças a Deus. Sua obra é composta de nove livros de memórias, três livros infantis, uma fotobiografia e um romance. Alguns de seus livros foram traduzidos para o francês, o italiano, o espanhol, o alemão e o russo.
+ 2 de julho de 1916 São Paulo __ 17 de maio de 2008 (91 anos) Salvador, Bahia.

Jorge Amado e Zélia Gattai, viveram juntos por 56 anos, até a morte de ambos.

 Vera Lyn Poeta

domingo, junho 11, 2017

"A saudade é o revés do parto."

Trajetória: Memórias, transformando dores em flores......

Trajetória: Memórias, transformando dores em flores......: "Limpa todo interior do copo e depois todo o copo ficará limpo." __Mateus 2:26 Não afundarei minha memória a cal. Ma...

Stevie Ray Vaughan - Best Guitar Player - Sound Check - What?!

JIMI HENDRIX 12 STRING BLUES

The Blues: A História do Blues - Bônus (Legendado PT-BR)

FILME DE AÇÃO / 2016-2017 POSSESSIVO

sábado, junho 10, 2017


"Aceitar o passado e as circunstâncias da vida que não podemos mudar traz enorme alívio e paz de espírito. Cada dia é um novo começo. E cada dia nos dá a oportunidade de olhar para frente com esperança, nos afastando de tudo aquilo que nos faz mal." 



____do livro 'A cada dia um novo começo', de Karen Casey.

sexta-feira, junho 09, 2017

Pó de ossos

Aqui, sem os cabelos
sem os olhos,
sem o nariz
sem a língua
sem os lábios
sem as orelhas
sem os peitos, pênis, vagina, anus; sem bunda.

Aqui, sem os sonhos,
sem a fé, esperança, sem objetivos
sem vaidades, sem ansiedades,
sem desejos, movimentos, adrenalina.

Aqui, sem nexo, sem sexo; nem homem ou mulher,
apenas a estrutura corroída daquilo que um dia,
fora vida.

Aqui, onde os vermes almoçaram, jantaram, 
e em forma de agradecimento, cagaram.

Há tempos eu não saio às ruas a encantar.
Também, não fico esperando a morte chegar. Ela virá. No dia dela, ela virá.
Enquanto isso, crio poemas e os recito por toda a minha vida.
Ontem, vimos uma pequena mariposa, de asinhas cor branca, realçada no lilás. Era era tão linda, pequenina, suave,  frágil......




Desencanto

Eu faço versos como quem chora
De desalento... de desencanto...
Fecha o meu livro, se por agora
Não tens motivo nenhum de pranto.

Meu verso é sangue. Volúpia ardente...
Tristeza esparsa... remorso vão...
Dói-me nas veias. Amargo e quente,
Cai, gota a gota, do coração.

E nestes versos de angústia rouca
Assim dos lábios a vida corre,
Deixando um acre sabor na boca.

- Eu faço versos como quem morre.
< Manuel Bandeira >

O homem eterno

"Ao terceiro dia os amigos de Cristo ao chegarem ao local viram o sepulcro vazio e a pedra rolada para o lado. 
Em diferente grau eles aperceberam-se da nova maravilha; mas mesmo então eles não se aperceberam bem que o mundo tinha morrido numa noite. 

O que eles contemplavam era o primeiro dia de uma nova criação, um novo Céu e uma nova Terra. 
E, no semblante de um jardineiro, Deus passeava de novo no Jardim, na brisa, não da tarde, mas da madrugada."

__G. K. Chesterton__

quinta-feira, junho 08, 2017

Que canto há de cantar o indefinível?
O toque sem tocar, o olhar sem ver
A alma, amor, entrelaçada dos indescritíveis.
Como te amar, sem nunca merecer?
Amar o perecível,
o nada,
o pó,
é sempre despedir-se.
_____________________________Hilda Hilst
Se te pareço noturna e imperfeita
Olha-me de novo. Porque esta noite
Olhei-me a mim, como se tu me olhasses.
E era como se a água
Desejasse

Escapar de sua casa que é o rio
E deslizando apenas, nem tocar a margem.

Te olhei. E há tanto tempo
Entendo que sou terra. Há tanto tempo
Espero
Que o teu corpo de água mais fraterno
Se estenda sobre o meu.... > Hilda Hilst <

terça-feira, junho 06, 2017

_Que o caminho positivo seja nossa única direção. Nossa estrada em única mão. Todo amor que houver nessa vida, poesia, musica, e um pouco de paz.

__Vera Lyn Poeta
 

segunda-feira, junho 05, 2017

_Eu amo a solidão junto às flores, musicas, sons de brisas finas...Eu amo a solidão que existe nos meus sonolentos poemas. Meus poemas sou eu. 🌬️🌬️💨🌊🎸



Janis Joplin - Move Over (Live) 1970


"O crítico de Rolling Stone, David Dalton, disse uma vez que Janis fez todas as músicas que ela cantou dela pelo direito soberano de seu carisma. Que descrição!
Veja Janis executar "Move Over" ao vivo no Dick Cavett Show em 1970."

Leonard Cohen - Hallelujah

domingo, junho 04, 2017

A águia não luta com a cobra no chão. Ela leva a cobra para o céu, 
muda o campo de batalha, e logo depois a solta. 
A cobra não tem nenhuma resistência, poder e nenhum equilíbrio no ar. 
Em seu terreno a serpente é poderosa e mortal, 
mas no céu ela é inútil, fraca e vulnerável. 
Leve a sua luta para o reino espiritual em oração e Deus assumirá as tuas batalhas. Não lute contra o inimigo na sua zona de conforto, 
mude o território da batalha. 
Você terá a certeza da vitória."

Tudo...



sábado, junho 03, 2017


“Um homem pode ser ele mesmo apenas se está sozinho; e se ele não ama a solitude, ele não vai amar a liberdade; pois é apenas quando ele está sozinho que pode ser verdadeiramente livre”

(Schopenhauer).

Nossa Senhora de Fátima


Sinto orgulho do intenso amor que teço por essa Santa Mãe de Deus.
Amém.

Poesia na alma



Eu tinha aparência de criança. Olhos ávidos de criança. Berros ensurdecedores de criança. Hiperatividade infantil, isso sim, me era sina. Porém, não me via como criança. Lúcida, me lembro, a poesia me implorando por dentro.

Levava propostas criativas aos meu amiguinhos. Colocávamos em prática, sempre. Éramos crianças, e estávamos vivendo a inocência da infância. Realizando sonhos pueril. Em meio aquelas ruas sujas de terra batida, abaixo do sol fervente. Éramos crianças criativas. Parece que nada dói para sempre quando somos crianças. Mas eu não me via como criança. Naquela década eu já me sentia um ser velho e cansado de viver.
Seria eu, apenas um corpo presente e mentora de brilhantes ideias infantes?!

Sempre estive com minha mente lá....Bem longe daquelas tolices. Eu sonhava em tempo integral. Eu via e vivia coisas estonteantes dentro da minha mente. Pelo meu corpo. Através meu espírito. Por minha alma toda.

Então, eu precisava brincar com aquelas crianças, distraí-las para que eu pudesse gozar de certo silêncio poético, sem ser descoberta pelos 'adultos'.

Enquanto minhas mãos moviam-se entre aquela parafernália de brinquedos mudos, mutilados e sem nenhum sinal de vida. Escorriam palavras de amor e adeus pelo vermelho sangue de minhas veias. 
Eu deveria escrever um poema de adeus, tão dolorido como um punhal fincado no peito. Algo relativo a uma tragédia de amor, 
onde a outra pessoa mente, 
te engana 
e te trai.

Varias vezes, saía correndo atrás do papel e caneta. A procura de um canto onde se predominava a paz da solidão. Sei bem que todos os lugares que estive, eu nunca estive. Também nunca fui criança dentro de mim.

Mas me lembro bem, que nessas horas de espanto, nostalgia e angustia por escrever, eu podia ouvir ao longe, vozes cantando blues.
A voz era da Etta James. Ah, eu nem sabia nada da Etta...Mas podia vê-la cantando aqui, pelo lado de dentro.

O vento....Eu corria contra o tempo, e já havia  vivido 250 anos. Importante, seria registrar todo aquele sentimento que estava me fazendo pulsar....pulsar...estremecer profundo.
Não gosto de barulheira. Não gosto de falação. Não gosto de aglomeração de gente.

Vera Lyn Poeta

sexta-feira, junho 02, 2017

Eric Clapton - Double Trouble (Live Bootleg) 1978 AMAZING!!!



__Boa noite blueseiros ...! M.A.R.A.V.I.L.H.A

Tome-me pelas mãos. Diga-me para onde ir.
Se lá tiver o amor que me cabe e protege. 
Que de mim se orgulha e enaltece. 
Então, tomarei na taça o vinho que me ofereces

Acomode-me em seu imenso coração.
Aceito sua força substancial que a mim fortalece.

O silêncio vai ficando para trás.
Cores se espalham ao brilho das suas mãos trilhos
Há aromas, direções e coragem. 
Descobri tuas faces detrás dessa luz em minha direção.
Tudo é puro sorriso recente, acendendo essa escuridão.

Estas alegrias violentas,
tem fim violentos

Falecendo no triunfo, como fogo
e pólvora

Que num beijo se consomem.

__ Willian Shakespeare